Erro: Nao foi possivel selecionar o banco mhccdb. Erro: Incorrect integer value: '' for column 'user_id' at row 1

APRESENTAÇÃO

"Marcos Históricos da Composição Contemporânea na UFBA" é um projeto de pesquisa aplicada, que vem se desenvolvendo desde agosto de 2000 sob a minha coordenação. Sediado no Programa de Pós-Graduação em Música da UFBA, vem sendo apoiado pelo CNPq, principalmente no que diz respeito a Bolsas de Produtividade em Pesquisa e de Apoio Técnico.

O objetivo geral é a identificação, conhecimento e divulgação de obras musicais e textos teórico-críticos com valor histórico na trajetória da "Escola de Composição da UFBA". Nesse sentido, o projeto vem realizando publicações de e-books em formato de arquivos PDF, que se destinam a edições críticas de partituras com comentários analíticos, edições de ensaios literários com comentários críticos e catálogos dos compositores pesquisados. A série de partituras é o tronco central das nossas publicações, sendo denominada de maneira idêntica ao projeto geral: "Marcos Históricos da Composição Contemporânea na UFBA (MHCC-UFBA)". Alguns dos volumes de partituras comentadas foram/serão também impressos. Essas edições em papel, que dependem do interesse e de recursos orçamentários do PPGMUS/UFBA, não são gratuitas. Para sua aquisição, os usuários deverão se informar sobre sua disponibilidade e custos, comunicando-se com o editor do site.

PRIMEIRA FASE

Na sua primeira fase de desenvolvimento (8/2000 - 7/2003), o projeto cobriu efetivamente o período entre dois eventos significativos: a "Semana Santa de 1966", marco da criação do Grupo de Compositores da UFBA, e o Projeto Didático "ENTROncamentos SONoros", desenvolvido no ano de 1972 com o objetivo de formação-informação de público para a música contemporânea.

Os compositores contemplados em edições foram: Ernst Widmer, Jamary Oliveira, Lindembergue Cardoso, Milton Gomes, Antônio José Santana Martins (Tom Zé), Rinaldo Rossi e Alda Oliveira. Além das obras pertencentes a esses dois eventos, a pesquisa contemplou obras premiadas em concursos no período de 66 a 72. Nessa fase, foram impressas as 6 obras "sobreviventes" da Semana Santa de 1966 (excetuando a obra "Pilatus" de Nikolau Kokron que não foi localizada)em edições críticas com comentários analíticos.

SEGUNDA FASE

A segunda fase, iniciada em agosto de 2003 para mais três anos de estudos, foi projetada em torno do "Conjunto Música Nova" da UFBA. Criado em 1973 por Piero Bastianelli e Ernst Widmer, como apoio ao Grupo de Compositores da UFBA, esse conjunto apoiou e estimulou um número expressivo de compositores brasileiros, tendo realizado várias estréias em eventos significativos, como as Bienais de Música Brasileira Contemporânea e os Festivais de Arte Bahia, e concretizado alguns concursos de composição de âmbito nacional e latino-americano. A nossa pesquisa se concentrou nas obras dos compositores baianos feitas para o conjunto na sua primeira década de existência (1973 a 1983). Focalizou-se a produção dos compositores da UFBA feita para o conjunto e por ele divulgada. Foram incluídas as obras premiadas nos concursos nacionais e latino-americanos concebidos em nome do Conjunto, além daquelas divulgadas pelo conjunto em âmbito nacional e internacional.

Iniciamos nessa fase a linha editorial dos "Marcos Teóricos da Composição Contemporânea na UFBA (MTCC-UFBA)", para a edição crítica de textos inéditos ou publicados em edições esgotadas, de caráter teórico, filosófico ou crítico, produzidos pelos compositores do Grupo. À edição dos textos originais, acrescentam-se comentários críticos, nos moldes da linha editorial de partituras. O objetivo é tanto a divulgação de fontes subsidiais a estudos musicológicos, quanto uma reflexão sobre os aspectos ideológicos que direcionaram a produção artística em questão.

TERCEIRA FASE

Durante a terceira fase de estudos, desenvolvida entre 3/2007 e 2/2010, avançamos mais uma etapa cronológica, definida no período de 1984 a 1989. Em 1984, o Grupo de Compositores da Bahia sofreu a perda de dois membros fundadores: Walter Smeták e Rinaldo Rossi, duas figuras polêmicas e influentes na construção do pensamento composicional (Smeták) e na política de disseminação da música dos compositores da UFBA (Rossi), faleceram naquele ano. Em 1989, a Escola de Música da UFBA se ressente do falecimento dos professores Ernst Widmer e Lindembergue Cardoso, líderes da produção artística e intelectual do Grupo de Compositores da Bahia. Os anos de 1984 e 1989 marcam, portanto, dois momentos de redirecionamento da atividade composicional na UFBA que implicaram, consequentemente, em redefinições do “pensamento composicional” na instituição.

Nessa fase do projeto, expandiu-se o perfil das publicações com a introdução da série de catálogos-web dos compositores pesquisados. Em 2007 e 2009, foram publicados, respectivamente, os catálogos de Ernst Widmer e Lindembergue Cardoso.

QUARTA FASE

A quarta e última fase de projeto se encontra em desenvolvimento desde março de 2010, tendo conclusão projetada para fevereiro de 2015. Durante esse período, deverão ser objeto de estudo obras musicais da década de 1990 a 1999. As séries “Marcos Históricos” e “Marcos Teóricos” deverão ser ampliadas, portanto, assim como a série de “Catálogos-web”, com três novos volumes, relativos aos compositores Fernando Cerqueira (2011), Agnaldo Ribeiro (2013) e Jamary Oliveira (2014).


Ilza Nogueira
Coordenadora do projeto
Professor e pesquisador da UFPB



© 2000 - 2018 Marcos Históricos da Composição Contemporânea na UFBA
Todos os direitos reservados. Reprodução autorizada unicamente para fins de pesquisa.